Instrumentos de Pagamentos


Os principais instrumentos de pagamentos no País são: 

  • Cartões de débitos 
  • Cheques 
  • Transferências bancárias

 

Cartões de débitos

A utilização dos cartões de pagamentos em STP encontra-se regulada pela NAP 01/2012 (Regulamento sobre Emissão e Utilização de Cartões Bancários), de 12 de Janeiro de 2012, que regulamenta a actividade das instituições financeiras no que respeita à emissão e gestão de cartões da rede Dobra24.

Com a implementação dos cartões da rede Dobra24, no início de 2012 como instrumento de pagamentos, tem-se constatado um impacto positivo destes no sistema bancário nacional, bem como uma boa aceitação por parte dos agentes económicos bancarizados.

 

Cheques 

É um instrumento de pagamento que permite movimentar fundos que se encontram à disposição de titulares ou seus representantes em contas de depósito abertas nas instituições de créditos. Outras definições incluem:

  • Um título de crédito;
  • Emitido por uma pessoa;
  • Para benefício da entidade nele indicada ou ao portador;
  • Contendo uma ordem pura e simples de pagamentos da quantia nele inscrita;
  • Dirigida a um estabelecimento bancário; e
  • No qual o seu emitente possua fundos disponíveis.

 

Transferências bancárias

As transferências, enquanto instrumentos de movimentação de fundos entre contas de depósitos, a débito e a crédito, são hoje um dos mais usuais tipos de operações bancárias que as instituições de crédito facultam aos seus clientes. Pela segurança que oferecem e facilidade, comodidade e rapidez de execução têm actualmente uma utilização crescente a nível mundial, quer pelos particulares no pagamento de bens e serviços, quer pelas empresas no pagamento de salário e a fornecedores.

Transferências bancárias são instruções dadas por um cliente ao seu banco para movimentar fundos a débito de uma conta de depósito de que ele é titular e a crédito de uma outra conta, no outro banco que pode ser do titular ou de terceiro. Este instrumento de pagamento permite efectuar movimentação de fundos de forma fácil, rápida e segura.  

 

Tipos de Transferências

As transferências podem ser Domésticas e Transfronteira:

Chama-se doméstica a transferência que se realiza entre instituições de crédito localizada no mesmo país e pode ser:

  • Intrabancárias – transferências bancárias processadas entre contas de depósitos à ordem na mesma instituição;
  • Interbancárias – transferências bancárias processadas entre contas de depósitos à ordem em diferentes instituições.

Chama-se transfronteira a transferência que envolve instituições de crédito de países diferentes.

  • Para realização de uma transferência transfronteira necessita-se de IBAN.
  • IBAN (O International Bank Account Number) é um elemento de informação que permite identificar e validar, no espaço económico a conta bancaria do beneficiário.

Actualmente todo o processo de liquidação de pagamento a retalho em S. Tomé e Príncipe relacionado com as transferências interbancárias e documentos afins são processados de forma individual e conta com a participação das seguintes entidades:

  • O BCSTP como agente de liquidação;
  • As Instituições Financeiras;

Câmbio

Data: 20/11/2017
MOEDA COMPRA VENDA
BRL6337,636432,69
CAD16275,8316519,96
CHF20947,3321261,54
CNY3131,433178,40
DKK3292,573341,96
EUR24500,0024500,00
GBP27409,5227820,66
JPY184,46187,23
NOK2521,542559,36
SEK2463,722500,68
USD20771,5121083,09
XAF37,3537,91
ZAR1482,291504,52
DES29307,3729307,37

Outras taxas

Taxa de Juros de Referência 9,00 %
Reservas Minimas de Caixa(RMC) 18 %
DATA TAXA
1928/06/20179,00
1802/02/201510,00
1704/04/201412,00
1601/05/201214,00
1503/08/201015,00
1428/10/200916,00
1326/08/200917,00
1223/04/200919,00
1126/03/200923,50
1021/01/200926,00

Conversor de moedas

0.0
Valor
De
Para

© Banco Central de S.Tomé e Príncipe.

Todos os direitos reservados.